Postado em 07 de abril de 2017

A sua casa conversa com você?

Leandro Augusto
Diretor da Automatize

Imagine chegar em casa e digitar sua senha em uma fechadura eletrônica. Você deve estar imaginando: “Já vi várias. É só digitar a senha correta, que ela abrirá a porta. Isso não é novidade.” Sim, eu concordo. Porém, sempre que as pessoas cadastradas digitarem suas devidas senhas, você poderá receber um aviso no smartphone. Mas, quando isso pode ser útil? Hoje, já podemos ser notificados quando as pessoas entram na nossa casa: data e horário. Sabe aqueles filhos, adolescentes, que agora só chegam tarde em casa, e os pais não dormem tranquilos enquanto não chegam? Sim, agora a casa te avisará quando eles chegarem. E a moça do serviço de limpeza que tentou acessar a casa em dias e horários não permitidos. Sim, sua casa a delatará. É possível cadastrar temporariamente, de onde você estiver (certamente preso(a) no trânsito em algum ponto da cidade), aquele visitante que chegará antes de você. Assim que ele digitar a senha, a porta será destravada e a sua casa te avisará.

Imagine também quantas vezes você já saiu de casa e deixou as janelas abertas. E quantas vezes caiu aquela forte chuva e você ficou preocupado(a) sem saber se deixou alguma janela aberta. Hoje, ao sair da sua casa, você pode acionar uma tecla que desligará toda a iluminação, ar-condicionado e demais equipamentos, mas ao mesmo tempo sua casa irá acessar o serviço de meteorologia e avisar sobre a previsão de chuvas na sua região. Ela te avisará quais janelas ficaram abertas. E se suas janelas forem motorizadas, não se preocupe, sua casa pode fechá-las para você. Uma coisa é certa, sua casa não ficará molhada!

Imagine também outras diversas situação que tiram sua tranquilidade relacionadas a sua casa: a segurança de crianças, idosos, pessoas com necessidades especiais; furtos e roubos; incêndio; consumo de energia e tantos outros.

Agora, se você quiser conversar ainda mais com sua casa, ela poderá te dizer:

  • se o sistema de segurança está em alerta;
  • se o sensor detectou fumaça;
  • se um idoso ou pessoa com necessidades especiais precisa de ajuda;
  • se alguma criança acessou algum ambiente não permitido;
  • qual foi seu consumo de energia (e também se você está economizando ou passando dos limites);
  • qual a temperatura interna da casa e se você quer resfriá-la ou aquecê-la;

 

Sua casa conversa e toma ações por você. Automação residencial não é luxo! É tranquilidade, conforto e segurança.